Português como língua de herança: memória e constituição da subjetividade